Dicas

Como não se sentir um peixe fora d'agua

Quando recebo um convite formal, como não me sentir “um peixe fora d’água”?

Quando recebemos convites para festas e eventos é muito importante nos vestirmos de acordo. Veremos agora algumas dicas...

ESPORTE, requisitado tanto em eventos externos, ao ar livre, quanto internos, que acontecem pela manhã ou à tarde. Tenha em mente, porém, que Traje Esporte não significa “vestir qualquer roupa”. Calças e saias lisas ou estampadas, confeccionadas em tecidos planos tais como sarja, algodão e linho, blusas de malha, algodão ou ainda camisetinha de seda, vestidos lisos ou estampados são a minha sugestão. As bermudas podem ser uma boa opção no caso de eventos ao ar livre. Bolsas muito pequenas não são adequadas. As coloridas são bem vindas. Os acessórios, joias e bijuterias devem ser bem discretos e, de preferência, sem brilho. Sandálias de salto baixo ou Anabela, no verão, sapatilhas, sapatos de salto baixo ou Anabela no inverno. Maquiagem muito discreta e em tons pastéis.

PASSEIO OU ESPORTE FINO, requisitado em ocasiões como coquetéis e jantares e eventos descontraídos e sérios ao mesmo tempo como, por exemplo, o lançamento de um filme. Alguns pontos, como o horário do evento devem ser observados. Caso o evento aconteça até o fim da tarde sugiro usar vestido, tipo túnica, pantalonas (calças mais largas), tailleur com calça ou mesmo saia, confeccionados com tecidos mais nobres tais como, sedas, microfibras e gabardines. Se o convite aponta para um evento noturno recomendo o vestido pretinho básico com comprimento até os joelhos. Bolsas e sapatos de tamanho médio e brilho moderado compõem o visual neste traje.

PASSEIO COMPLETO OU SOCIAL, requisitado em ocasiões como reuniões, jantares ou encontros de negócios, apresentações e tudo que envolva profissionais dos mais diversos ramos de atividade e executivos de empresas. Para este traje sugiro taileurs e vestidos nos tecidos crepe, tafetás, musseline, chantungue, seda e veludo (no inverno). Os vestidos podem ser longos à noite e um pouco mais curtos de dia. Tailleurs de dia também são bem aceitos. Cuidado com os decotes, fendas e transparências. Estes devem ser moderados. Os sapatos, escarpin, com meia fina, sandálias tipo “peep toe” , carteiras, clutches ou menodiéres (bolsas pequenas de metal) compõe o look. As bijuterias e as joias deverão ser mais finas. Maquiagem e cabelo mais elaborados.

BLACK TIE, Requisitado em festas glamourosas como casamentos e formaturas. É sinal de sofisticação. Para o traje em questão, sugiro os vestidos longos até o tornozelo ou curtos com bordados, rendas, pedrarias e transparências. Os curtos devem ser mais sofisticados. Sapatos de salto alto e fino ou sandálias, no verão, são os mais apropriados. As bolsinhas tipo menodiéres complementam o traje. O penteado é geralmente preso e a maquiagem elaborada para a noite.

GALA, Requisitado em premiações, tapetes vermelhos e festas luxuosas. Apenas vestidos longos de tecidos nobres e cortes impecáveis. A bainha deve estar abaixo do tornozelo. É totalmente adequado o uso de decotes, das transparências nos detalhes da roupa, das rendas francesas e dos elementos brilhantes tais como pedrarias. O salto alto e fino é fundamental, assim como uma menodiére. O cabelo deverá estar preso, exceto para alguns looks específicos, e a maquiagem impecável. Encontramos em algumas bibliografias os trajes Black Tie e Gala como sinônimos. Porém quando o Black Tie é requisitado entendemos que os vestidos curtos, com tanto que confeccionados em tecidos nobres, bordados e rendas são totalmente recomendados. No caso do Traje Gala, são mais apropriados os vestidos longos, abaixo do tornozelo e, dependendo do nível de formalidade da ocasião, com pequenas caudas.

(Texto elaborado por Lígia Pessôa - Consultora de Imagem)

Confira abaixo alguns exemplos para cada tipo de vestimenta.

Índice