Dicas

Convite de casamento: Veja o que não pode faltar no seu

O convite é a “porta de entrada do evento” e a primeira dica que as pessoas terão de como será o estilo da celebração. Por isso, um convite de casamento precisa ser bonito e informativo.

Para começar, o convite deve conter, sempre, os nomes dos noivos, data, horário e local da cerimônia. Já o local da recepção deve constar no convite individual. Também é importante indicar os endereços para envio dos presentes para o casal. Essas informações devem ser divulgadas entre 45 e 60 dias antes do evento, para que os convidados tenham tempo de se organizarem. Para isso, o ideal é que os preparativos com a papelaria comecem cerca de seis meses antes da data do casamento, pra dar tempo de corrigir problemas de impressão ou alterar algum detalhe. 

Outra dúvida que causa muita confusão na cabeça dos noivos é o que escrever na parte externa do convite, mas algumas dicas simples e básicas tornam essa etapa mais fácil. Se o casal não conhece o cônjuge nem os filhos do convidado, o melhor é dedicar ao “Sr. ou Sra. Nome do convidado e Família”.

Essa regra, entretanto, não se aplica no caso de amigos próximos. Para eles, é melhor perguntar o nome da pessoa para incluir no convite. Filhos casados de convidados, tios e parentes próximos são outras famílias e, por isso, precisam de convites individuais.

Se os noivos quiserem o trabalho de um calígrafo, é preciso entregar os convites a ele com, pelo menos, três meses antes da data marcada para a cerimônia, além de mandar alguns envelopes a mais, já que erros acontecem e podem gerar dor de cabeça se acontecer algum deslize.

O nome dos pais no convite não é uma regra, mas uma forma de homenageá-los. Fica a critério nos noivos usar ou não. Eles podem optar por “noiva (nome) e noivo (nome) convidam”. Já a parte interna do convite deve seguir o tipo da cerimônia e dos noivos: casual ou tradicional, por exemplo, despojados ou modernos.

Índice