Casamento de Fiamma e Hiury

O casal

Uma mineirinha pequena e sonhadora lá do interior é apresentada ao capixaba pomerano, gigante e tímido. O primeiro beijo deles aconteceu em uma noite linda, a luz da lua e com o mar batendo nas pedras de Vitória. Ela, mesmo de salto, precisou se “esticar” para ganhar aquele beijo. E, depois de muitas mensagens românticas e carinhosas, começaram a namorar, até que ficaram noivos.

Hiury, o noivo, era o CDF da turma, filho único de mãe solteira, criado por duas mulheres sensacionais: a mãe e a avó. Cavalheiro, romântico, bem educado e muito gentil, está cursando Engenharia Metalúrgica no IFES.

A noiva Fiamma, mineira, estudiosa, guerreira, filha de um casal honesto e muito trabalhador, nascida em uma família enorme e muito unida, pouco romântica, porém, carinhosa, está iniciando a faculdade de Administração na UFES.

O casamento chegando e eles sem lugar para morar, a sogra da noiva reformou um quarto vazio no segundo andar da sua casa e para lá eles foram. Assim, uma nova família começou: o casal, a mãe e vovó.

Um tempo passou e uma notícia não muito boa chegou: a mãe do Hiury e a sogra querida de Fiamma estava com câncer em estágio terminal. Eles fizeram tudo que podiam mas infelizmente ela faleceu. A partir desse momento, continuaram a viver na mesma casa, porém, agora com a avó. E assim seguiram: uma confeiteira alegre e apaixonada pelo que faz; um engenheiro metódico que ama cuidar da casa e uma velhinha pomerana.

“A celebração do casamento perdeu um pouco o sentido depois do que aconteceu. Mas, esse era um desejo dela e sempre foi um sonho nosso, e sabemos que sonhos não podem ser esquecidos, assim como acreditamos que Deus tem planos para nós, e o casamento é um deles. Por isso, este momento é tão importante e faremos o possível para que seja perfeito, por nós e por ela.”

Preparativos para o Grande Dia

Casamento de doceira tem muita responsabilidade, certo? Certíssimo. Por isso, o casal não mediu esforços para organizar um dia incrível com muitos detalhes e viveu intensamente esse sonho. A noiva, bem detalhista, mandou produzir o porta alianças em acrílico com o molde certinho das alianças.

Às vésperas do evento, sofreram com a possibilidade de ter que remarcar, já que o mapa de risco do município não permitia a realização de casamentos. E foi nessa hora que a organização e tranquilidade da assessoria fizeram toda a diferença. Seguraram até o momento certo e já tinham um plano B em vista, caso o A não desse certo.

Um casamento de princesa

Dança de princesa, tema de princesa, vestido de princesa, Catedral de princesa, coroa de princesa.

Fiamma pôde respirar seu sonho e Hiury pôde suspirar de alívio por poder proporcionar esse momento para sua noiva e seus seletos convidados.

Muito bom gosto e animação! A maquete, que havia sido cuidadosamente definida com a noiva e a profissional, ficou impecável com suas flores de açúcar, e o canto de doces franceses feitos pela própria noiva deu um charme todo especial.

Desejamos que esse conto de fadas seja eterno e agradecemos a confiança e amor depositado em nossas mãos.

(Veja mais: Como definir o estilo do casamento?)

(Crédito das Fotos: Brenda Sangi e Equipe Danielly Simmer)

Fornecedores:

Local da cerimônia: Catedral de Vitoria | Local da recepção e Buffet: Cerimonial da Barra | Buquê: Scheila Ferrari | Fotografia: Brenda Sangi | Filmagem: Fábio Filmes | Vestido da noiva: Atelier Carmelita | Coroa: Osvaldo Moscon | Beleza da noiva: Espaço Nales | Traje do noivo: Terno.Com | Maquete: Michellix | Doces: Fiamma Reis e Me Gusta | Música da cerimônia: Allegretto | DJ: Ralph Pitanga | Banda: Alex e Alencar | Iluminação: In Color | Recreação: Thayná Festas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *